29/11/14 06h48 - Grave acidente registrado na BR-467 fez cinco vítimas em Toledo             ¤             29/11/14 06h36 - Bombeiros não localizam entrerriense que teria se jogado de ponte             ¤             29/11/14 06h35 - Veículo furtado no Rio Grande do Sul é recuperado em fiscalização na BR-277             ¤             29/11/14 06h25 - Bancário santa-helenense é assaltado quando retornava do trabalho em São José das Palmeiras             ¤             29/11/14 06h08 - Inaugurada ontem mais uma unidade de atendimento do Sicredi em Marechal Rondon             ¤            
ATLÂNTIDA FM

Casal confessa que matou e enterrou criança de 5 anos em Cascavel.

10/04/13 14h20 | Policial

A- | A+

A Polícia Civil de Cascavel investiga o desaparecimento de uma criança de cinco anos.
O desencontro de informações repassadas pela mãe e pelo padrasto da menina Rafaela Eduarda Trates, leva os investigadores a cogitar inclusive a possibilidade de morte da menor.
Ocorre que o casal não registrou Boletim de Ocorrência sobre o sumiço da criança.
Há mais de 30 dias ela não ia à escola e o caso só chegou ao conhecimento dos policiais, depois que o tio da garota desconfiou do caso, foi até o colégio e a direção informou que ela não estava mais frequentando a sala de aula há algum tempo.
Vani de Fátima Trates, 26 anos, mãe da menina, disse que doou a criança para uma desconhecida, na última segunda-feira.
Ela disse que foi buscar Rafaela na escola no Bairro Tarumã, mas como tinha brigado com o marido, estava nervosa e resolveu deixar a criança com uma “senhora”.
Já o padrasto de Rafaela, Gilmar de Lima, 22 anos, sem querer, acabou desmentindo a mulher e diz que a criança foi doada na semana passada e não na segunda-feira.
O tio de Rafaela, que é irmão de Vani, teria relatado aos policiais que às vezes a garota apresentava hematomas e que inclusive o padrasto já teria pedido para Vani se livrar da menina.
O Grupo de Diligências Especiais e a Delegacia da Mulher trabalham no caso.
Informações confirmadas nesta tarde dão conta que o casal teria matado a criança e enterrado o corpo nas proximidades da Ceasa de Cascavel.
Buscas foram realizadas pelos Bombeiros que por volta das 16 horas, acabaram localizando o corpo da criança dentro de uma fossa.


(Rádio Educadora/Com Inf. CGN)

Compartilhe

« voltar